[ ]

11 de agosto de 2013

BEM MAIS QUE OS MEUS QUARENTA E POUCOS ANOS

Dificilmente fico frente ao espelho me olhando mais que o suficiente. Faço o que tenho que fazer e pronto.
Sabe aquele ditado que diz: quem procura acha? Acho que é por isso! Não sou daquelas adeptas do espelho.
Não é que hoje me descuidei um pouco e fiquei mais tempo que o de costume em frente à sinceridade. Só deu... acabei achando - Um monte de fios brancos.
Não sei exatamente o que passou pela minha mente. Foi tudo tão rápido. Afinal, já se foram quase 49 anos. Em apenas alguns minutos, um longa metragem foi exibido sem sequer dar tempo para um suspiro. Estaria Rosélia Santos descuidada, desleixada?
Sinceramente, não foi agradável! Nunca fui muito vaidosa. Aliás, me sinto até um pouco anormal por não gostar do que quase toda mulher gosta, ou seja, fazer unhas, cabelo toda semana, cremes pra isso e aquilo. Nossa... dá preguiça só de pensar. Como falei antes, faço o básico do básico que significa um batom clarinho, uma base e um pouco de rímel. Pra mim, já é o suficiente.
E agora gente, o que eu faço?
Sempre gostei de minhas madeixas abaixo do ombro. No meu último corte, já deixei um cadim de nada mais acima. Ver os fios brancos brotarem... e brotarem, assim sem poder fazer nada, bate imediatamente uma enorme sensação de pronto está na hora de jogar o tapete. Ou seja, esses indesejáveis fios brancos derrubam qualquer visual, não importa mais o resto.
Mas, eu tenho tanta coisa para fazer/realizar que se eu jogar este tapete agora será um atraso de vida. Logo eu, que levei tanto tempo para chegar até aqui, trilhei caminhos tortuosos, sai roçando uma mata enorme para que a volta fosse mais amena. Não e não. Essa não sou eu!
Serei uma Meryl Streep com meus cabelos totalmente brancos como no filme “O Diabo Veste Prada”. Pois, não terei paciência de ficar toda semana tingindo o cabelo para ostentá-los bonitos. A quem vou querer enganar? Oh, Senhor! Ainda não estou preparada para o branco total.
Conversando a respeito com meu cabeleireiro, ele falou que meus fios brancos ainda são poucos e não destoam muito minha cabeleira escura. Ele me aconselhou um corte “estiloso e moderno”, ou seja, curto ou médio que possam ser modelados com pomada. Como sei que madeixas longas a esta altura do campeonato pesam muito no visual e exigem muito tempo e cuidado, acho que é a melhor opção. Agora depois que desabafei me sinto confiante e corajosa por ter tomado essa decisão.
Sim, Está decidido! Deixarei minhas madeixas ao natural e garanto, conhecendo esta que vos escreve como eu conheço, ela pouco vai se importar com opiniões alheias e isso é algo que me atrai loucamente. Simbora rumo ao 5.0.  
 
Rosélia Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.